” E então eu fiquei a olhar o céu.
O mesmo céu que estava manchado da cor da tristeza.
Um azul que não tem fim.
E aquela menina que se tranformou no infinito.
A menina que ainda está solitária.
Por isso eu contiuo esta jornada à procura dela.
E um dia eu a trarei de volta!
Para o encontro de um novo começo.  “

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: